O clima no mundo

Chegou ao fim a série "Terra que tempo é esse?" que mostrou o que vem acontecendo ao redor do globo terrestre depois que o clima começou a esquentar mais do que o esperado. Essas mudanças estão mexendo com montanhas, rios, florestas e porque não com a vida de cada um de nós.
Nos últimos seis meses, a equipe da série, testemunhou mudanças climáticas que já estão acontecendo em todo o planeta. Secas intensas que fragilizam a floresta Amazônica e acabam com o prazer de viver dos fazendeiros da Austrália. E na hora de se adaptar às mudanças, vem a injustiça: quem poluiu, criou o problema. Mas tem dinheiro para se adaptar, como Veneza e seu mega-projeto para conter o avanço do nível do mar. Já os países menos desenvolvidos, mais pobres, como a pequena Vanuatu, no Pacífico, contam só com a força dos braços de seus moradores para se protegerem.
Mesmo a tecnologia limpa ameaça paraísos, como o Salar do Uyuni, na Bolívia, o maior deserto de sal do mundo. O lítio depositado ali é cobiçado para a fabricação de baterias para carros e elétricos. 
A série mostrou também a contradição chinesa: é o maior poluidor e também o país que mais investe em tecnologia limpa. Foram até o topo do Kilimanjaro, a montanha mais alta da África, e viram o pouco que ainda resta das neves, condenadas a desaparecer em poucos anos. Neves que são as únicas permanentes do continente e, em 11 mil, anos nunca estiveram tão reduzidas. Em menos de um século, 85% do gelo desapareceu.
Bem perto daqui, no Peru, a festa do senhor de Qoylor Riti (cerimônia do Gelo Sagrado), uma tradição de centenas de anos, já está alterada pelo degelo e na Groenlândia, no Ártico, um momento inesquecível: presenciaram o símbolo assustador do aquecimento global, a queda de uma geleira derretendo. Nesta ilha, que á maior do mundo, a temperatura chegou a subir 7º e em dez anos o gelo já ficou de 10 a 20 metros mais fino na costa. A projeção é que pequenas geleiras vão desaparecer nos próximos 20 a 30 anos.
Nos 12 países pelos quais passaram, as pessoas se perguntam: que tempo é este? Um tempo transformado pela ação humana. E a ação humana ainda pode impedir o pior, pois ainda dá tempo de reagir.
E você? O que tem feito para proteger o planeta? Vamos juntos nessa empreitada. O 'pouco' de cada um é o 'muito' que o planeta precisa para sobreviver".


Baseado no texto de Sonia Brídi, para a série "Terra, que tempo é esse?".

4 Deixe aqui sua opinião!:

YuRii disse...

eu ví esse episódio que mostrou o Kilimanjaro, é assutador ver as diferenças de antes e como ele está agora... eu chego a me assustar tentando imagnar como sera o futuro se o degelo no mundo continuar nessas porcentagens... =/ triste!

Mimirabolante disse...

Eu vi toda a série e acho tudo muito preocupante !!!!Uma pena ter acabado,acho que ainda tem assunto a valer!!!!Acho que consigo contribuir desde o momento em que amo e procuro proteger e preservar o meio ambiente.....ainda precisamos de muito respeito e amor ao Planeta!!!!bjcas

c i n t i a disse...

Tb assisti a tudo gente, confesso que com certa tristeza...
Mas essa é a grande realidade e se nada for feito veremos ainda mais destruição.

Bjs!

reagentes disse...

Uma produção sensacional por sinal, onde dá pra se ver pra onde estamos indo...